Você provavelmente já ouviu falar em projeto de iluminação ou projeto luminotécnico, mas está na hora de conhecer um pouquinho mais sobre esse tipo de projeto que pode acrescentar muito na decoração da sua casa.

O projeto luminotécnico faz parte do processo de construção ou de reforma, e é a combinação entre a iluminação artificial e decoração, visando o melhor emprego de lâmpadas e disposição de iluminação no ambiente.

Se você acredita que a iluminação se restringe apenas a trazer luminosidade, você está enganado! Além de cumprir esta, que é sua principal função, o projeto luminotécnico também envolve harmonia da decoração entre ambientes, conforto, bom uso das lâmpadas e ainda a contribuição para a economia de energia.

Mas, para garantir que estes objetivos sejam alcançados é importante a elaboração de um bom projeto luminotécnico, que só é possível através da contratação de um profissional da área. O profissional será o responsável por criar o projeto, auxiliar na tarefa da escolha das luminárias, além de calcular exatamente a quantidade necessária de luz para cada ambiente.

Neste momento, é preciso considerar os gostos e orçamento dos moradores, para apresentar propostas de um projeto luminotécnico que esteja de acordo com aqueles que utilizam o local, sem perder a sua identidade.


REQUISITOS DE UM PROJETO LUMINOTÉCNICO DE QUALIDADE

Para que um Projeto Luminotécnico seja de qualidade, é necessário:
Planejar bem um projeto que englobe todo o ambiente;
Explorar as características da luz natural que o ambiente oferece, em contraposição com as luzes artificiais;
– Traçar estratégias para economizar energia e reduzir os impactos;
Oferecer somente uma quantidade de luz que seja realmente necessária;
Valorizar a decoração e ressaltar a riqueza dos detalhes;
Dar atenção para paredes mais escuras, que pedem mais iluminação.

E se o projeto luminotécnico for feito ainda na fase de construção, o resultado tende a ser ainda melhor, uma vez que o profissional terá mais liberdade para realizar o planejamento e poderá explorar mais a luz natural dos ambientes.


OBJETIVO DO PROJETO LUMINOTÉCNICO

Antes de conhecer os principais tipos de iluminação, é importante entender a finalidade do ambiente que será explorado. Isso irá influenciar na escolha da quantidade de luz e na escolha dos tipos de luz já que existem.

Para certos locais a quantidade de iluminação pede mais cuidado e pode ser um fator determinante, por exemplo, um consultório médico. Enquanto em outros locais, a estética será o principal aspecto, como em um hotel, que as luzes são grandes responsáveis por chamar a atenção e gerar interesse dos clientes. Cada situação e ambiente pede um tipo de iluminação específica, que pode ser difusa, direta ou indireta.


PROJETO LUMINOTÉCNICO E OS TIPOS DE ILUMINAÇÃO

A prática mais conhecida e utilizada é a instalação de uma lâmpada no centro do teto de um cômodo, mas existem outras formas de posicioná-las. Confira a seguir os três principais tipos de iluminação e descubra suas funções e efeitos:

 

  • Iluminação difusa:

Modelo de iluminação comum e tradicional. A lâmpada fica centralizada no ambiente e instalada no teto, iluminando o espaço de maneira uniforme e sem contrastes. Promove uma luz mais confortável e por isso pode ser encontrada em salas, quartos e banheiros.

 

  • Iluminação direta:

A luz incide diretamente, como o nome sugere, sobre algum objeto ou superfície com o suporte de uma luminária ou abajour. Ideal para locais como escritórios, salas de estudos e home offices. Mas pode ser também, encontrado em salas, para criar um efeito mais decorativo, destacando alguma planta, parede ou objeto.

 

  • Iluminação indireta:

Muito requisitada pelos brasileiros, e ocorre quando se utiliza alguma superfície (como gesso) para rebater o fluxo luminoso, que será refletido pela superfície branca do teto e se espalhará pelo ambiente. Permite criar ambientes decorativos e mais intimistas e é visto em salas e quartos.

 

Mas além do direcionamento da iluminação, é preciso também definir a cor das lâmpadas, buscando a tonalidade de luz que melhor se adapta ao ambiente. Considerando que: as luzes brancas trazem maior iluminação, por isso, combinam com ambientes de estudo e trabalho, enquanto a iluminação amarela é mais aconchegante e vai bem em salas e quartos.

Atualmente existem diversos materiais, equipamentos e soluções para tornar a iluminação do ambiente, mais moderna e funcional. Por isso, conte com a ajuda de um profissional especializado para a seu projeto luminotécnico sair impecável e com as melhores escolhas!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Postar Comentário