Escolher o quadro, furar a parede e pendurar. E pronto! Sua decoração com quadros na parede está pronta. Certo? Errado! A escolha e distribuição de quadros nas paredes vai muito além disso. É preciso analisar bem a localização, os móveis, a quantidade de quadros e o tamanho da parede.

A dúvida sobre a organização de quadros não é novidade, porém ela persiste porque não há uma receita de bolo pronta, com uma única resposta. Sejam pinturas, gravuras, fotos ou desenhos, a decoração com quadros oferece mais estilo e marca a identidade do local. E por isso ela depende também do ambiente, estilo, “clima” desejado e do seu gosto pessoal.

No entanto, para que você não se arrependa depois, você pode seguir algumas dicas e criar um planejamento para facilitar esse processo. Afinal, ninguém quer quadros tortos, uma decoração pesada ou furos na parede sem função nenhuma. Confira!

 

quadros-na-parede1

1. ESCOLHA A LOCALIZAÇÃO E ESTILO

A decoração com quadros pode ser feita em diversos cômodos da casa, escolha a localização e siga as dicas abaixo:

  • Hall: Você pode escolher apenas um quadro, que ganhará destaque e será valorizado. Normalmente em cima de um aparador.
  • Cozinha decorada com quadros: Evite regiões úmidas ou com contato com água. Escolha locais próximos à mesa, dentro de nichos ou sobre prateleiras
  • Escadas: Use telas menores, acompanhando o alinhamento dos degraus.
  • Corredor: Antes de bater o martelo sobre essa decoração no corredor, considere que as pessoas irão parar ali para observar as imagens. Então escolha telas menores e caso decida que quer apenas que elas passem, sem parar, você pode utilizar um papel de parede ou ainda adesivos de parede.
  • Sala de Jantar: Seguindo um estilo clássico, você pode optar pela natureza morta (frutas, jarros…). E caso queira um ar mais moderno e integrado à cozinha, pode optar por quadros abstratos.
  • Sala de Estar: Considere o estilo de sua sala. Se ela é clássica, paisagens podem ser muito interessantes. Assim como campos ou até mesmo figuras humanas ou representações de cenas do cotidiano. Se a sua sala é mais contemporânea e com uma linha mais “clean”, quadros abstratos e coloridos podem tornar o espaço mais estimulante.
  • Quarto adulto: Preencha a cabeceira em toda sua extensão (utilizando um único quadro, ou uma composição de 2 ou mais elementos).
  • Quarto Infantil: O ambiente pede uma decoração mais leve, com quadros menores, com temáticas infantis, como animais. No caso de quartos adolescentes, escolha algo mais descontraído, com uma temática definida, para expor a personalidade de quem usa aquele ambiente.
  • Escritório: Um ambiente mais sério, pede quadros com paisagens urbanas, animais (como cavalos e aves). Mas você também pode investir em imagens ou frases “divertidas” que inspirem e alegre o ambiente.

 

2. FORMAS DE ORGANIZAR OS QUADROS

As combinações e formas de distribuir os quadros na parede são inúmeras, basta usar sua criatividade. Mas você pode aproveitar algumas sugestões!

Um jeito simples de fazer combinações de quadros é posicionar o quadro maior no centro e outros dispostos simetricamente ao redor, formando um grande retângulo. No entanto, o formato gera dificuldades por demandar obras de tamanhos iguais.

Se o tamanho igual for um problema, você pode resolver isso definindo eixos – horizontal, vertical ou central – e, com base neles, alinhar os quadros. Com isso, a sua composição ficará harmônica mesmo com obras de tamanhos e formatos diferentes.

Você também pode distribuir em colunas, principalmente para paredes estreitas. Um quadro pequeno sozinho não funciona, mas o alinhamento de 03 ou mais quadros pequenos pode resolver o problema.

Atualmente, uma opção muito utilizada é o suporte estreito, como uma prateleira, para colocar quadros. Essa é uma opção boa para quem preza pela facilidade de poder mudá-los sem muito trabalho.

E se ainda estiver em dúvida, escolha organizações que são mais comuns e convencionais, já que são mais fáceis de dar certo. Por exemplo: quadros com o mesmo tamanho, mesma moldura, todos em preto e branco.

Por fim, você pode decorar sua parede com base na escolha das molduras. Elas podem ser encontradas com bordas finas, grossas, com ou sem detalhes decorativos. E o melhor: além de decorar, as molduras também protegem os objetos, aumentando a vida útil.

 

quadros-na-parede3

3. FIXAÇÃO NA PAREDE

Você já escolheu o cômodo da casa, já viu o estilo mais adequado de quadros e já sabe formatos diferentes que pode fazer isso. Então agora é hora de pendurar os quadros e deixar sua parede linda e bem decorada.

  • Mas neste momento lembre-se:

Pendure os quadros com seu centro cerca de 1,60m do chão. A medida representa uma média de altura, para que todos consigam apreciá-lo. Mas repense as medidas se o quadro for ficar em uma parede de frente para uma mesa de jantar, considere a linha dos olhos de quem está assentado.

Sobre um sofá, meça o início da moldura com 20 a 25 cm mais alto que o encosto, para não atrapalhar quem está sentado.

Para posicionar em cima de uma cama, ele deve ficar a 60 cm do chão se ela não possuir cabeceira. Se possuir, a 20 cm de altura a partir do final da cabeceira.

DICA: Corte papéis no formato das molduras e vá simulando várias combinações, até encontrar alguma que agrade. Escolhidas as posições, coloque uma fita adesiva no lugar que será furado e escolha a bucha de acordo com o peso da moldura.

Caso não queira ou possa furar sua parede para fixar os quadros, não tem problema. Você pode fazer isso com outros materiais. Como:

  • Massa adesiva
  • Fixação com velcro
  • Fita dupla face

E aí? Que tal aproveitar o tempo livre do fim de semana para dar aquela repaginada na decoração da casa com quadros?