Se você já se perguntou quanto custa os serviços do designer de interiores, mas acredita que não pode pagar, uma vez que a contratação desse profissional é algo muito distante da sua realidade, talvez esse seja o momento de repensar sobre os valores desse serviço e começar a buscar orçamentos.

Atualmente os profissionais oferecem formas diversas de atuação, com planos desde os mais básicos aos mais completos, serviços de consultoria e muito mais, então, certamente um deles irá caber em seu bolso. Ou seja, você consegue sim pagar pelos serviços do designer de interiores!

Assim como acontece em diversas outras profissões, a maioria da população cultiva alguns estereótipos e equívocos sobre o serviço do designer de interiores. E muitas vezes, as pessoas se questionam sobre a relevância dessa contratação e assumem que será cobrado um valor muito elevado no serviço.

Paralelo a isso, todo mundo deseja e imagina uma decoração linda e maravilhosa para seu lar, seja para um quarto, uma sala ou até mesmo uma varanda. O problema mesmo é na hora de partir para a execução. Pensar, planejar e comprar cada detalhe, cor, móveis, cortinas, piso e mais uma infinidade de fatores.

E não é luxo querer morar e viver num espaço agradável que te traga satisfação, isso é uma necessidade básica, saudável, imprescindível para você e sua família!

 

O PLANEJADO NÃO SAI CARO

Para algumas pessoas, a palavra planejamento soa como música. Isso, porque aos poucos a gente entende que tudo que é planejado costuma ser menos trabalhoso, estressante e até mais barato. E é isso que os projeto de design de interiores propõem.

Imagine comigo, que você quer reformar sua casa e vai começar pela sua cozinha. Qual é a primeira etapa a ser seguida? Encomendar o granito e todos os materiais? Contratar um pedreiro? Ou mandar fazer os armários? Uma reforma pode ser muito confusa. E é justamente por esse motivo que a primeira etapa consiste em planejamento.

Quando você contrata o serviço do designer de interiores, é desenvolvido um projeto em que TODOS os detalhes da obra são definidos ainda no papel. Isso é feito primeiro para evitar custos desnecessários, como revestir uma parede que vai ser coberta por armários. Depois, cada etapa é planejada, com, por exemplo, a escolha dos eletrodomésticos. Parece bobagem?

Essa decisão é muito importante e deve ser tomada o quanto antes, ainda mais diante das diversas opções no mercado, de fornos convencionais aos de embutir, dos a gás aos elétricos, etc. E você não vai querer revestir toda a sua cozinha com aquele porcelanato caríssimo que você escolheu minuciosamente, para depois perceber que o forno que você quer é elétrico, com voltagem 220v e ter que quebrar a parede e seu revestimento para colocar um ponto elétrico 220v naquele local, vai?

Por isso, o serviço do designer de interiores pode representar até mesmo uma economia para você! Além da tranquilidade no processo, das soluções inteligentes, da melhoria da qualidade de vida dos moradores e dos resultados esteticamente incríveis.

 

AFINAL, QUANTO CUSTA O SERVIÇO DO DESIGNER DE INTERIORES?

O custo de um projeto de decoração varia muito! Os valores de projetos, consultorias e horas técnicas depende de cada região. A complexidade dos serviços requeridos também influencia o preço. É por isso que o trabalho fica mais caro quando são exigidos muitos desenhos (plantas, croquis em 3D…) ou um levantamento das medidas de um ambiente ou imóvel. O profissional escolhido, também pode alterar o preço devido a sua qualificação e demanda de mercado.

Além disso, há também as despesas com administração da obra, consultoria técnica e acompanhamento para casos em que o cliente deseja ajuda na escolha de mobiliário, objetos de decoração e iluminação. E se o projeto abrange a casa inteira ou apenas um cômodo, por exemplo.

Há profissionais que cobram por hora e outros que optam pela taxa de administração, que consiste, geralmente, aplicar de 10% a 20% sobre o valor e os serviços e produtos gastos no projeto. O orçamento varia de acordo com o que foi acertado com o designer de interiores.  

No entanto, com tantas variações cabe ao cliente buscar por orçamentos para entender melhor esse valor final e decidir qual tipo de projeto ele quer e o que é possível ou não, dentro do que ele está disposto a pagar.

Então, na hora de reformar e decorar seu imóvel novo ou usado antes de descartar o serviço do designer de interiores, basta fazer uma boa pesquisa de mercado, comparar os custos, que você vai encontrar a melhor solução para realizar seus sonhos!