Escolher o modelo ideal de churrasqueira pode parecer uma tarefa simples, mas com tantas opções pode ser mais complicado do que se imagina. Os diferentes modelos que despertam dúvidas, são: a carvão, elétrica ou a gás. E para definir qual o modelo ideal de churrasqueira para você é preciso considerar que cada um destes tipos tem suas características, com seus prós e contras. O churrasco está entre os pratos preferidos do brasileiro. E apesar de ser mais convencional encontrar churrasqueiras a carvão, outros modelos têm sido considerados, principalmente por famílias que moram em apartamentos com pouco espaço.

Afinal, uma churrasqueira é mais que um acessório para a casa: é também um excelente motivo para reunir amigos e familiares. E não é só quem mora em casa que tem direito a curtir um churrasco no domingo. Mas o primeiro passo para aproveitar esses momentos é escolher o tipo – de carvão, elétrica ou a gás.

E para descobrir qual o modelo de churrasqueira ideal para você, confira as principais características de cada churrasqueira.

 

CHURRASQUEIRA A CARVÃO

Para muitos, a tradição de um churrasco legítimo prevê a preparação da carne em uma brasa alimentada pelas pedras de carvão.

Para aqueles que querem preservar a “magia” do churrasco e apreciam a experiência: o processo de colocar carvão, acender o equipamento e controlar o fogo e o tempo da carne é satisfatório e até essencial.

Além disso, com relação ao sabor existe um diferencial, que se deve ao fato de que, durante o processo, a churrasqueira de carvão realiza a combustão do carvão e isso faz fumaça. A gordura da carne cai no carvão quente, o que faz ainda mais fumaça. Essa fumaça com cheiro de gordurinha subindo defuma a carne e é por isso que fica mais gostoso. 

Dessa forma, as churrasqueiras de carvão fazem mais do que fornecer calor para cozinhar alimentos, elas também fornecem sabor. A fumaça do carvão adiciona um sabor nítido nas carnes e legumes. E como o olfato tem um efeito importante no apetite e no paladar, o cheiro da carne acaba fazendo com que a comida fique com um gosto melhor.

No fim, a escolha da churrasqueira a carvão, envolve a sujeira, a premissa de que o carvão faz mal para a saúde e ainda o espaço necessário para a churrasqueira (seja portátil ou de alvenaria) devido a fumaça que solta, mas é mais uma questão de preferência pessoal.

 

CHURRASQUEIRA ELÉTRICA

Entre os modelos de churrasqueiras, a churrasqueira elétrica é ideal para pessoas que moram em apartamento e não dispõe de muito espaço, prezam por praticidade e não tem muita prática. Ela satisfaz bem aqueles que desejam aproveitar ao máximo o seu churrasco, sem se preocupar com a sujeira e fumaça.

Nesse tipo de churrasqueira o assamento das carnes ocorre através do aquecimento do sistema de resistências, portanto, basta conectar a tomada e programar o tempo necessário para que seu churrasco esteja pronto. Com isso, cabe ao churrasqueiro apenas ligá-la, colocar a carne e programar o timer.

Para a instalação, só é necessário um lugar para alimentação de energia, sem se preocupar com saída de ar.

Além disso, a limpeza dos elétricos é fácil. Graças ao uso da eletricidade não haverá resíduos como no caso da queima de carvão. A gordura também não vai estar presente, visto que evaporou com a água da bandeja. Basta passar um pano úmido na parte interna da churrasqueira e lavar os espetos para ter tudo brilhando de novo.

Porém, é bom tomar cuidado com esse tipo de churrasqueira para evitar choques e outros problemas relacionados. Existem diretrizes de requisitos mínimos de proteção contra risco. Além disso, tem também o grande problema é o consumo de energia.

 

CHURRASQUEIRA A GÁS

A churrasqueira a gás funciona de forma parecida com a elétrica. Ela também é uma boa opção para quem não pode fazer fumaça, nem quer ter trabalho com limpeza, já que o inox além de embelezar ainda facilita esse processo.

Nos modelos de churrasqueira a gás é necessário embutir, já que instala-se sobre balcão, como se fosse um eletrodoméstico. Porém isso acaba sendo um motivo para descartar esse tipo, em muitos casos. Outro impeditivo é o botijão, que é proibido em vários condomínios. E ainda, em ambientes fechados a coifa pode ser necessária.

Por isso, se optar pelo modelo tenha atenção na hora de instalar a churrasqueira,  seguindo todas as recomendações. E não se esqueça de verificar se a válvula reguladora de pressão do gás está balanceada para evitar acidentes.

Apesar disso, esse é o modelo mais ecológico, pois produz fumaça apenas do assamento e tem conquistado muitas pessoas. Principalmente as versões com pedras vulcânicas, que garantem a defumação e o sabor semelhante ao que o carvão dá.

E ainda, o tempo de preparo da carne impressiona, já que em cerca de 15 minutos você já vai ter carne pronta, bem diferente do carvão. E o acendimento também é mais fácil e dá a possibilidade de controlar a intensidade da chama.

E se você gosta de diferenciar o sabor da carne, existem versões de churrasqueiras a gás que apresentam espeto giratório e queimador tangencial. Assim você pode:

  • Grelhar: apenas fonte inferior de calor
  • Char Broiler: com  tampa fechada, você tem a contribuição do calor proveniente da parte superior, assando por irradiação de infravermelho de maneira mais rápida e uniforme.
  • Rotissar: utilize o espeto giratório e expanda suas possibilidades culinárias. Conte com a fonte de calor posterior em infravermelho e agilize o assamento.

Os apartamentos com varandas gourmet estão aderindo cada vez mais a churrasqueira a gás.

E aí? Já sabe qual modelo de churrasqueira combina mais com você?

Caso ainda tenha dúvidas ou queira mais dicas, conte comigo!

1 comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Postar Comentário